• Home
  • Mídia
  • Pages
  • 6 dicas de mídia para resultados mais efetivos na Black Friday
Imagem de pessoa segurando celular e vendo informações sobre local

6 dicas de mídia para resultados mais efetivos na Black Friday

A dois meses da Black Friday, você certamente já está pensando – e se planejando – para isso há algum tempo. Consolidada como a principal data do comércio eletrônico, a expectativa para o período é grande. Por isso, trazemos aqui 6 dicas de mídia para resultados mais efetivos na Black Friday.

De acordo com a pesquisa “Seasonal Insights – Black Friday”, um estudo encomendado pelo Facebook IQ e realizado pela Offerwise, 91% dos entrevistados pretendem realizar alguma compra na Black Friday deste ano. Isso representa um aumento de 47% em relação a 2020.

Além disso, 47% dos brasileiros pensam em fazer compras de maior valor e 66% começam a se planejar para as comprar antes de Novembro.

Sendo assim, é esperado que as marcas se preparem para a data. O objetivo é estar pronta para ter um resultado melhor e iniciativas de marketing mais direcionadas. Veja a seguir algumas dicas para o período.

Resultados mais efetivos na Black Friday

Invista no benchmarking : A primeira sugestão que damos para o período é fazer uma análise das práticas e ações realizadas pelas empresas concorrentes. Por meio de ferramentas como SEMRush, AHREFS, Planejador de palavras de chaves do Google, biblioteca de anúncios do Facebook é possível fazer essa análise de gestão.

Com isso, pode-se melhorar produtos e serviços e, consequentemente, o desempenho de suas ações. Diante dos dados sobre os resultados das empresas, tipo de iniciativa e etc, será possível criar referências para que o seu time de marketing possa trabalhar as ações para melhorar o desempenho da sua marca no mercado.

Antecedência das ações : Quando falamos de ações digitais, é preciso ter em mente que os criativos devem programar as campanhas com ao menos uma semana de antecedência – 10 dias se for para youtube. Isso porque, dependendo do tipo de campanha, o Google Ads leva um tempo para aprovar. Dessa forma, se você deixar para fazer muito em cima da hora, pode simplesmente perder o timing do seu anúncio e ter um trabalho perdido.

Leia também: Como garantir uma boa entrega ao consumidor durante a Black Friday

Landing page para leads : focar em uma landing page para atrair cadastros e leads é uma boa aposta. Tendo conhecimento sobre a sua base e focando nos clientes certos, é possível criar uma página com conteúdo interessante que vai gerar mais audiência – além de ser mais qualificada. Outro motivo para investir nesse tipo de ação é que os custos de uma campanha de lead são menores do que uma de tráfego.

Trabalhe seu estoque com a mídia : o trabalho da mídia é levar audiência e tráfego para o site. Porém, se você tem demanda pelo produto e não tem oferta, você não vai conseguir atingir o faturamento que você poderia. Por isso é importante olhar para o estoque antes. Faça um planejamento prévio, cerca de 60 dias antes, e dimensione o estoque de acordo com o percentual de crescimento do ano anterior, calculando a sua expectativa para a data.

Por fim, lembre-se: não faz sentido crescer investimento em mídia se não crescer estoque. Isso vai levar muita gente para o site, mas a taxa de conversão vai ser menor.

Ferramenta de SEO : esse ponto não deveria ser feito apenas em datas pontuais porque quanto mais ele for trabalhado com constância, melhores serão os resultados. Mas, mesmo assim, é importante utilizar uma ferramenta para análise de SEO (Search Engine Optimization, otimização para mecanismos de busca, como, por exemplo: AHREFS, SEMRush, MOZ SEO). Isso ajuda a estar bem ranqueado nas buscas sem necessidade de pagar pelo tráfego.

Trabalhe campanhas de cross sell no pós-BF : para depois do período da Black Friday existem diversas possibilidades de ações. Uma das que podemos citar é fazer uma campanha de mídia com foco em cross sell dos produtos vendidos na BF. É possível direcionar para quem fez compras no período campanhas de itens para compor com esses já adquiridos. Esta pode ser uma estratégia de fidelização, uma vez que boa parte da base só pretende comprar com descontos.

Leia também: Mapas de jornada ou Fluxos do usuário: o que fazer primeiro?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradicional e consolidada marca de jeans e vestuário masculino e feminino.

Desafio

Escalar a estratégia de relacionamento e recompor a sua base de clientes por meio de experiências mais personalizadas e adequadas em função de comportamentos de navegação dos consumidores.

Acão/resultado

  • Desenvolvimento estratégico de clusters e segmentações baseadas no histórico de compra e navegação dos usuários.
  • Revisão completa de conteúdo e design de campanhas através de testes A/B.
  • Aumento médio da base em 5% ao mês.
  • Aumento em 150% (YoY) de receita nos canais de CRM.