Conheça a Dyve, agência de marketing digital da Synapcom

Marketing digital e sociedade: hábitos de consumo, diversidade e tendências

O marketing é uma área bastante consolidada no mercado hoje. Com isso, podemos dizer que, além de ter um papel relevante para os negócios, o setor ajuda também a traçar perfis de clientes e identificar movimentos importantes na sociedade. Assim, a Dyve marcou presença no Digitalks Executive 2021, que aconteceu nos dias 26 e 27 de outubro com transmissão online.

O evento é voltado para líderes da área de marketing e tem como objetivo incentivar a transformação do ambiente corporativo com a economia digital. Esta edição teve como tema central a “Sociedade e Economia Digital” e contou com a participação da nossa agência nos dois dias de palestras. Confira alguns dos temas abordados no encontro, entre eles a influência do marketing digital na sociedade, hábitos de consumo, diversidade e tendências.

Impacto do marketing digital na decisão de compra

Na terça-feira, 26/10, o diretor da Dyve, Denis Strum, apresentou uma palestra com o tema “Marketing digital e a sociedade: hábitos de consumo e decisão de compra”. Strum apontou que o marketing é uma ferramenta que ajuda a identificar desejos, oferece conteúdo e melhora a experiência de compra, atuando diretamente nas escolhas dos consumidores. 

Para contextualizar o cenário do marketing, foi apresentada a linha do tempo dos negócios online e as mudanças nos hábitos de consumo, principalmente nos últimos anos. Agora, o movimento de ir às compras não é apenas motivado pela rotina, baseada na funcionalidade, mas também centrado em casualidade e personalização. 

Além disso, o executivo falou sobre tendências da área, a importância de conhecer o seu cliente no detalhe e sobre como trabalhar com diferentes perfis. Para encerrar a palestra, Denis Strum ressaltou os fatores que influenciam a decisão de compra. Entre eles está a entrega rápida, melhores preços, mais informações sobre produtos e contato com o vendedor. Na outra ponta, o que pode desestimular uma venda é a dificuldade no pagamento e de montar o carrinho, além da qualidade no atendimento e da falta de histórico de avaliação do produto. Portanto, ambas as situações trazem à tona a necessidade de uma humanização do processo online.  

Diversidade como combustível da criatividade

Com esse foco em humanização, na quarta-feira, 27/10, a gerente de CX da Dyve, Gabriele Menegheti, participou do painel “Diversidade como combustível da criatividade”. O bate-papo também teve a presença de Rodrigo Silva, da Brave.ag, e Felipe Bazon, da Hedgehog. 

A conversa girou em torno da necessidade de ter um time diverso para que uma empresa saia à frente da concorrência. Uma vez que esse fator pode trazer olhares diferentes, com diversas vivências, para um mesmo projeto. Por isso, se você fala para um público misto, você precisa ter diversidade dentro da sua equipe. Só assim o gatilho de criatividade é estimulado. 

Leia também: Pesquisa de Cliente: como produzir e conduzir a conversa

Durante o debate, a gerente de CX da Dyve, com mais de 10 anos de experiência em e-commerce, trouxe a visão dela como mulher inserida no mercado de trabalho. “Essa questão da mulher multitarefa, que trabalha, estuda e cuida da casa, é muito recente e está em alta. Mas, ainda há muito preconceito com relação a isso. Por que em uma entrevista de emprego você precisa saber se a mulher é casada ou pretende ter filhos?”, comentou ao dizer que já passou por situações como esta. 

“O caminho para quebrar esses paradigmas é longo e pode levar quase 100 anos. Porém, podemos começar apostando na pluralidade da equipe. É, por exemplo, pegar um funcionário de outra área para discutir melhorias no seu e-commerce e, com isso, ter olhares diferentes de um mesmo assunto”, disse Gabriele. 

Leia também: Como o marketing integrado pode influenciar no faturamento de um e-commerce

A discussão ainda levantou episódios de preconceito e racismo em campanhas e processos seletivos de grandes empresas. Sobre o assunto, a gerente de CX pontuou que se atitudes assim repercutem de forma negativa no mercado de trabalho, é sinal de que as companhias ainda não chegaram a um patamar de igualdade social. “Então, é preciso ter a diversidade, pois ela é essencial para termos uma mudança”, completou. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradicional e consolidada marca de jeans e vestuário masculino e feminino.

Desafio

Escalar a estratégia de relacionamento e recompor a sua base de clientes por meio de experiências mais personalizadas e adequadas em função de comportamentos de navegação dos consumidores.

Acão/resultado

  • Desenvolvimento estratégico de clusters e segmentações baseadas no histórico de compra e navegação dos usuários.
  • Revisão completa de conteúdo e design de campanhas através de testes A/B.
  • Aumento médio da base em 5% ao mês.
  • Aumento em 150% (YoY) de receita nos canais de CRM.