A produção de conteúdo pode trazer um retorno efetivo se for feita com base na persona

Descubra as melhores estratégias para produção de conteúdo

Todos os dias somos inundados com uma avalanche de conteúdo, que chega pelas redes sociais ou pelos meios de comunicação. É um volume tão alto de informações que precisamos filtrar e separar o que vamos dar atenção. Bom, da mesma forma que você escolhe o que vai ler ou assistir, seu cliente faz o mesmo. Então, como produzir um conteúdo interessante e, principalmente, que motive o público a consumir na sua loja? Pois isso é o que vamos apresentar para você agora! Boa leitura.   

Como produzir um conteúdo que prende a atenção?

Para poder produzir um conteúdo mais assertivo você precisa saber para quem está escrevendo. Assim, o primeiro passo é definir a sua persona, ou seja, a representação do seu público ideal. Ela vai ser o norte para escolher os temas a serem abordados, o tom de voz mais adequado e o local onde esse material vai ser divulgado. 

Por exemplo, se você tem um e-commerce de bijuterias finas, como é o caso da nossa cliente Morana, seu público provavelmente quer saber como limpar as peças. Esse, então, pode ser um assunto abordado em um post de Instagram, direcionando a cliente para a sua loja ou para um blogpost com o passo-a-passo detalhado. 

Confira ainda: Como envolver o usuário na criação da sua campanha

Mas tudo vai depender do que funciona melhor para a sua audiência. E o único modo de saber se determinado formato de conteúdo vai trazer engajamento é testando. Por isso, conheça a fundo a sua clientela e esteja atento às possíveis mudanças de público ao longo do processo. Com o tempo, você vai precisar desenhar uma nova persona e isso exige uma adequação da linguagem, sem é claro fugir da identidade da sua marca. Também não esqueça de sempre incluir uma chamada para a ação (CTA) ao final de um texto, já que a ideia é direcionar o consumidor para o seu produto. 

Onde divulgar essa produção?

Como já citamos acima, há alguns espaços online onde o seu conteúdo pode estar para alavancar as ações de marketing do seu e-commerce. Mas, antes de listar as opções, temos que lembrar que você deve fazer a publicação onde a sua persona está. Afinal, vamos sempre bater na tecla que tudo deve girar em torno do seu cliente.

Blog

O blog traz a liberdade de publicar seu conteúdo em uma página própria, que deve estar atrelada à sua loja virtual. Nele, você pode explorar as pautas relacionadas ao seu nicho, puxando o foco para algum produto do seu catálogo. 

Para levantar os temas, você pode recorrer ao Google Trends ou Analytics para pesquisar as discussões em alta. Mas, lembre de escrever de um modo que o texto não fique datado, para que ele faça sentido mesmo daqui um ou dois anos. 

Por falar em tempo, você precisa definir uma estratégia de publicação. Isso faz com que os clientes percebam que você está ativo, além de mostrar para os mecanismos de busca que o seu conteúdo é relevante. E ainda, o blogpost demonstra que você conhece o mercado e é especialista no que vende, trazendo um status de autoridade.     

Redes sociais

Todo esse conteúdo mais elaborado do blog pode, e deve, ser divulgado nas redes sociais. Assim, você leva tráfego para o seu blog e direciona a audiência para o seu e-commerce. Esse é um ciclo valioso no marketing de conteúdo, uma vez que essa ligação dos diversos canais é uma boa prática de SEO (mas isso é assunto para outro post). 

Mas não só de divulgação de blogpost vão viver suas redes sociais. Por lá o terreno está aberto para a divulgação de produtos, lançamentos, descontos, campanhas de datas sazonais, entre outros tipos de postagens. Já o formato do conteúdo (texto, vídeo, imagem, áudio) e a rede escolhida (Instagram, Facebook, Linkedin) também estão ligados ao que o seu cliente espera de você.

Além disso, a interação com o público nas redes é imediata, então reserve um tempo para ouvir os seus clientes. Essa comunicação é essencial e traz bons insights, que podem render os próximos passos para a criação de conteúdo. 

E-mail marketing

Não, o e-mail marketing não morreu – pelo contrário – e ele deve contribuir para a divulgação do seu conteúdo. Aqui, você vai trabalhar com os leads que já fazem parte da sua base, segmentando o conteúdo certo para cada grupo. 

Uma das formas de enviar o seu material é dentro de uma Newsletter semanal, quinzenal ou mensal. Busque estabelecer um dia e horário fixos e uma ferramenta de CRM para agendar o disparo, e assim não abarrotar a caixa de entrada do seu cliente. Lembre-se: no meio de tanta informação, o consumidor pode escolher qual e-mail abrir, então, seja mais direto para ter resultados efetivos.

Leia também: Qual história pode ajudar a conquistar audiência e tocar o consumidor?

Agora que você sabe a importância da produção de conteúdo, vem planejar suas estratégias com a Dyve! Nós adoramos produzir materiais que geram valor e colocam o seu e-commerce na frente da concorrência.   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradicional e consolidada marca de jeans e vestuário masculino e feminino.

Desafio

Escalar a estratégia de relacionamento e recompor a sua base de clientes por meio de experiências mais personalizadas e adequadas em função de comportamentos de navegação dos consumidores.

Acão/resultado

  • Desenvolvimento estratégico de clusters e segmentações baseadas no histórico de compra e navegação dos usuários.
  • Revisão completa de conteúdo e design de campanhas através de testes A/B.
  • Aumento médio da base em 5% ao mês.
  • Aumento em 150% (YoY) de receita nos canais de CRM.